Relacionamento

Como as mulheres dignas reagem à traição do marido


Cônjuge de traição - o maior grau de traição. Isso destrói a confiança, que é o núcleo de qualquer relacionamento amoroso. Infelizmente, é raro encontrar casais que reconstruíram e retomaram o cdzpm após a infidelidade conjugal.

Por sua natureza, aqueles que mudam são desonestos, infiéis e não têm força moral, portanto, restaurar a confiança em um relacionamento é uma tarefa quase impossível. Mas por quê? Traição no casamento destrói saudável, sucesso e força desde a própria fundação.

O resultado é o seguinte: não há desculpas para traição. Esta é uma condição absoluta para o “single time”, para o segundo e para qualquer subseqüente. Mudar alguém que você ama é um pecado imperdoável. Quando um cônjuge ou amante negligencia o “fundamento de confiança”, então o próprio relacionamento começa a desmoronar.

Amando alguém toda a sua vida - não ficção. Para manter a conexão viva e próspera, ambos os parceiros devem fazer coisas simples que nutrem o relacionamento dia após dia. Em outras palavras, você não pode enganar alguém que você realmente ama, e então esperar que um casamento ou relacionamento seja mais feliz.

É doloroso observar como as mulheres concordam com o fato da traição e tomam uma decisão desesperada de não notá-la, achando que isso é normal e que tudo ficará bem depois. Ressentimento em um parceiro por traição é insubstituível.

Escritores, terapeutas, conselheiros e psicólogos, que prestam serviços para preservar relacionamentos após o adultério, não apenas enganam a si mesmos, mas também enganam as pessoas. Raramente acontece que uma pessoa seja totalmente restaurada após um relacionamento envenenado por engano, traição e infidelidade. Não se deixe enganar.

Honestidade uns com os outros e confiança estão no coração de todos os melhores sindicatos de amor. Os casais confiam uns nos outros com suas vidas, sua condição e sua honra sagrada. O dano causado pela destruição dessa confiança é muito grande. Relacionamentos nunca serão os mesmos.