Cognitivo

De onde vêm os sonhos e o que eles estão tentando nos dizer

Pin
Send
Share
Send
Send



O fenômeno do sono incomoda as pessoas desde tempos imemoriais. Muitos acreditam neles, acreditando que eles podem se tornar realidade, outros são céticos.

Do ponto de vista da ciência, os sonhos são um reflexo de nossa consciência, mais precisamente do que ele experimentou durante esse dia. Os cientistas acreditam que, dessa maneira, o cérebro se livra de informações desnecessárias. É essa informação que aparece nos sonhos, de maneira imprevisível, distorcendo e transformando.

Parcelas complexas

Mas os enredos dos sonhos dependem dos fatores mentais e físicos que uma pessoa teve que enfrentar durante o dia. Além disso, um papel físico pode desempenhar um papel significativo. Primeiro de tudo, diz respeito aos sinais que enviam órgãos internos ao cérebro.

Outra fonte de enredo é a impressão. Por exemplo, se você foi trabalhar de manhã e o cachorro assustou você, e o chefe o repreendeu por estar atrasado, ele será armazenado em sua memória. Você mesmo não pode dar esse valor e esquecer no futuro próximo, mas nos sonhos essa informação surgirá mais tarde.

Devemos acreditar em sonhos?

E sim e não. Por um lado, o componente esotérico dos sonhos não foi estudado, e não há evidências de que eles possam ver o futuro neles. Por outro lado, como os sonhos são um reflexo da nossa consciência, faz sentido pensar no que você vê lá. É possível que em sonhos haja informação útil ou uma solução para qualquer um dos seus problemas.

Pin
Send
Share
Send
Send